"A runner must run with dreams in his heart" Emil Zatopek

"A runner must run with dreams in his heart" Emil Zatopek
"A runner must run with dreams in his heart" Emil Zatopek

domingo, 16 de abril de 2017

Atletismo: um esporte individual o coletivo?

Sou um atleta do atletismo e em poucos momentos fui questionado por alguns alunos se o atletismo é um esporte coletivo ou individual? Essa pergunta já passou pela sua cabeça? Então vamos entender um pouco mais sobre o atletismo.

Se você acompanha o meu blog provavelmente você deve saber que o atletismo é um esporte composto de diferentes provas, corridas/marcha, saltos, lançamentos e arremessos.

Como definir a individualidade do esporte?

-A individualidade esportiva muitas vezes é associada a competitividade, porém as competição são feitas devido a uma cooperação coletiva estrutural do evento esportivo, porém o esporte individual se caracteriza pela a inexistência de um ou mais participantes da mesma equipe/clube, competindo de forma interdependente.

O que é um esporte coletivo?

- O esporte coletivo se caracteriza pela composição de uma dupla ou mais participantes competindo contra um outro grupo, a priori com o mesmo número de competidores.
Equipe de atletismo da POLI


Então vamos ao que interessa de fato, queremos saber se o atletismo é um esporte individual ou coletivo.
Dentro do atletismo existem também as provas dos revezamentos, que é uma competição coletiva; já que quatro atletas de um mesmo clube se revezam nas corridas de velocidade para terminar a prova no menor tempo possível, competindo com os outros quartetos, dos outros clubes e equipes; além de tudo os atletas que competem nas provas individuais somam pontos para suas respectivas equipes, até mesmo os esportes que carregam a nomenclatura conceitual de esporte individual, precisam de equipes para dá o suporte necessário para o desenvolvimento esportivo do atletismo.
Sou atleta do atletismo, sei que nas corridas de fundo e meio fundo a competitividade é uma constante, envolvida por amizades, solidariedade e cooperação entre competidores de equipes diferentes.

Me recordo de um momento em que tinha umas das provas mais importantes da minha vida, Jogos universitários na linda cidade de Foz do Iguaçu, e era um dia chuvoso porém tínhamos alguns poucos momentos de pista molhada porém sem chuva, a pista se transformou em uma piscina, desta forma não havia condições de competir na piscina de lama em que a pista havia se transformado; então tivemos o imprevisto da mudança de horário no programa oficial, muitos voltaram para o hotel e tentaram descansar e comer alguma coisa, porém tudo aconteceu muito rápido, voltamos para o hotel e em menos de 3 horas recebemos o comunicado de pista liberada para competições apesar do lamaçal, então entramos no ônibus da organização e partimos em direção à pista de atletismo. Chegando lá estive conversando com alguns atletas que assim como eu, estavam se preparando para entrar na pista e fazer a prova dos 5 mil metros rasos, nesta história conversei com um atleta de Roirama que me disse que não deu tempo de comer nada no meio deste vai-vem, e que estava com fome, então nesta hora eu entreguei a bebida isotônica que eu tinha na mochila, ele bebeu e correu bem a prova ficando em na sétima posição eu vim logo atrás e fiquei em oitavo ocupando a última posição da zona de pontuação; não tenho nenhum arrependimento de ter ajudado, mesmo sabendo que eu teria uma posição na frente garantida se o mesmo tivesse entrado na pista com fome.


Solidariedade durante a competição





Voltas na pista, voltas na vida!

Você sabe porque o nome do meu blog é: “Atletismo: Amor nacional”? Creio que a grande maioria dos visitantes do meu blog são conhecedores...