"A runner must run with dreams in his heart" Emil Zatopek

"A runner must run with dreams in his heart" Emil Zatopek
"A runner must run with dreams in his heart" Emil Zatopek

domingo, 21 de maio de 2017

An Eletronic Pacamaker is real

Since 2012 I've been researching about pacing strategies, therefore, I started spreading my research in seminars and academic presentations, one of my most known articles is named "Estratégias versáteis de corridas do atletismo" Published in the "Fórum do desporto universitário" that happened in Goiânia in 2012. I already mentioned the importance of a pacemaker with speed variations strategically designed to optimize tactical training, this paper is also present my patent application Electronic pacemaker, equipment that simulates strategic speed variations such as a pacemaker runner. I got some troubles about costing and prototyping of the pacemaker inside the university. Recently, this year (2017), I came across a video that shows Nike building a mega structure of LED screens with the features of an electronic pacemaker, as described in my thesis. I was fascinated with the structure that was set up and with the operation of the pacemaker in order to motivate the runner to continue and seek better performances; I was happy to know that pacemaker has an interesting designer is being applied somewhere in the world.



I'm letting some information about my academic articles if you want to know that.

This is my academic profile:https://independent.academia.edu/AlanCosta2

This a thesis about pacing strategies: https://www.academia.edu/25686307/Middle_and_long_distance_Thinking_about_proper_pacing_strategies (in portuguese, portuguese is my native language)

I would love to know the skype address or email address of Nike's led track boss, We need to exchange ideas. May you help me?

terça-feira, 16 de maio de 2017

Infinitas variações de velocidade para alcançar o sucesso

Fundistas e meio fundistas geralmente possuem perfis táticos bem definidos, suas estratégias de variações de velocidade são forjadas inconscientemente por introjeção comportamental do grupo ao qual pertence, o treinamento para as corridas de média e longa distância frequentemente é caracterizado pela coletividade, nos países do leste africano, Quênia, Etiópia, Uganda, Eritreia e Tanzânia; onde nascem os melhores fundistas do planeta, não é muito difícil encontrar grandes grupos de corredores subindo as montanhas, existe um proverbio africano que diz “If you wanna go quickly, go alone, if you wanna go far, go together”, os admiráveis atletas africanos pensam que nenhum caminho é tão longo quando você está bem acompanhado, os africanos gostam de treinar e competir correndo em grupos onde a competitividade não é maior que a solidariedade e a cooperação; a personalidade atlética se mantém mais consistente e robusta a medida que aumenta o nível de profissionalização e especialização.



É interessante observar em “ The effect of a second runner on pacing strategy and RPE during a running trial time”, os efeitos de ter a presença de um segundo corredor em uma prova contrarrelógio, nove entre os onze corredores envolvidos no estudo, consideraram que é mais fácil correr com um pacemaker enquanto somente dois encontraram mais dificuldade na presença do pacemaker, o que parece é que os fatores motivacionais assim como a percepção de esforço, são alterados na presença de um segundo corredor. A presença de pacemakers durante os registros de records mundiais não é fruto de uma casualidade, no início deste mês a Nike promoveu um evento para tentar finalizar uma maratona em menos de duas horas, um fato que parecia impossível para muitos fisiologistas e cientistas do esporte; entretanto algumas tecnologias ajudaram e muito a tornar este sonho improvável, possível. O evento contou com a presença de alguns atletas renomados internacionalmente

Voltas na pista, voltas na vida!

Você sabe porque o nome do meu blog é: “Atletismo: Amor nacional”? Creio que a grande maioria dos visitantes do meu blog são conhecedores...